Voxel

Xbox One: político australiano também relata preocupação com privacidade

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/Gamerant

Se você acompanha o BJ com certa frequência, seguramente notou que um dos temas mais discutidos por aqui nos últimos dias tem sido o quesito “privacidade” – atrelado, naturalmente, ao Kinect do Xbox One.

A Microsoft afirma não estar nem um pouco interessada em meter os bedelhos na vida de qualquer jogador – ainda assim, um comissário alemão de segurança federal manifestou certo ceticismo sobre o funcionamento constante dos sensores do novo console.

Desta vez, um australiano revelou alguma preocupação com o periférico da Microsoft. “É preciso que ela [Microsoft] informe a todos os cidadãos se o dispositivo de captação de movimentos pode transmitir ou interceptar informações de forma remota”, disse Tim Vines, diretor de órgão que defende as liberdades civis dos australianos, em entrevista ao site Nine.Msn.

Vai ser possível desativar a câmera...

Até o momento, não há informações detalhadas sobre o processo de desativação dos sensores e câmera do Xbox One. Jeff Henshaw, um dos porta-vozes do time envolvido no desenvolvimento do sucessor do Xbox 360, diz que vai ser possível desativar a câmera do Kinect se essa for a vontade do jogador.

Fonte da imagem: Reprodução/Extremetech

No entanto, como ressalta Henshaw, “o sistema foi desenvolvido visando integração entre jogador e Kinect como parte da experiência. Não que você poderá remover a câmera completamente. Mas será possível colocar o sistema em modos de ‘segurança completa e desligar a câmera’ para que nada seja visto”.

Fique ligado em nossas atualizações e acompanhe o desfecho oficial desta história. Em breve, mais notícias sobre as propriedades e configurações possíveis do Kinect do Xbox One.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.