Voxel

Xbox SmartGlass, a verdadeira pedra no caminho da Nintendo

Último Vídeo

(Fonte da imagem: TecMundo Games)

A Nintendo veio à E3 com o Wii U, o video game que aposta no controle em forma de tablet para libertar, até certo ponto, o jogador da televisão. Mas o que poderia atrapalhar os planos da empresa? A resposta é a tecnologia SmartGlass, que surgiu tímida aqui nos corredores da Microsoft na feira em Los Angeles. Fomos fazer o teste.

Para quem não acompanhou as novidades, o SmartGlass é um conjunto. O centro é o aplicativo para smartphones e tablets, que se conecta diretamente ao Xbox 360. Por meio dele os aparelhos trocam informações constantemente, abrindo milhares de possibilidades para o entretenimento eletrônico.

Jogo na TV, navegação no celular (Fonte da imagem: TecMundo Games)

Mão na massa

O primeiro diferencial do SmartGlass é a integração com os jogos, porção chamada Activities. Em nossos testes, Ascend: New Gods rodava no Xbox 360, enviando dados constantemente pela internet. Enquanto passávamos pelos dungeons, a tela do celular Nokia com Windows 8 mostrava mapas, com marcadores de objetivos e outras informações.

Imediatamente ao encontrar um inimigo, a imagem no celular mudou para uma lista de comandos, com espaço para inventário. Era a prova de que tudo estava sincronizado por meio do Wi-Fi. Aí tivemos a primeira prova de que o SmartGlass pode agir de forma similar ao Nintendo Wii U, mas com a vantagem de oferecer tela e controles de forma separada.

Dados de Game of Thrones são exibidos no tablet ao fundo (Fonte da imagem: TecMundo Games)

Segundo controle

O representante da Microsoft foi bem claro ao afirmar: “Isto é apenas o começo, e nossos parceiros terão liberdade para fazerem muito mais”. Outra possibilidade que atinge o Wii U é a de usar tablets ou celulares como controles, inclusive com acesso aos recursos de acelerômetros. Passou de fase, quer brincar com um minigame diferente? Sem problemas.

A base de tudo é a tecnologia HTML5. Isto significa que o desenvolvedor precisa de apenas uma versão do seu aplicativo, a qual será compatível com Android, iOS e Windows 8. Todo o processamento é feito fora do Xbox, ou seja, os jogos não pesarão mais por trabalharem com as novas ferramentas.

Tratando de vídeos, a Microsoft vai além do simples streaming. Com o serviço Xbox Video, enquanto um filme passa na televisão, a ficha técnica completa dele é revelada nas telas menores dos seus aparelhos, no estilo da interface Metro. Assim é possível pesquisar dados dos atores, curiosidades e obras relacionadas.

Internet Explorer, por que agora?

Todos reclamavam que o Xbox não tinha um navegador. Finalmente isso vai mudar, mas qual o motivo, principalmente a esta altura do campeonato? Quando questionamos isso na demonstração da Microsoft, o controle do console foi erguido, seguido da pergunta: “Você realmente quer navegar usando isto?”.

(Fonte da imagem: TecMundo Games)

De fato, digitar endereços pelos joystick está longe de ser a alternativa ideal. Felizmente, o último recurso do SmartGlass faz do celular um touchpad. Você controla o ponteiro, digita endereços com o teclado virtual e até pode dar zoom nas suas páginas favoritas. O melhor de tudo é ter este controle secundário sempre ao seu alcance.

Estaremos de olho no lançamento dos aplicativos, que devem acompanhar a chegada do Windows 8. O cerne do SmartGlass será gratuito, mas há a possibilidade de que a porção Activities seja cobrada pelos criadores dos jogos. Até o momento, nenhum pronunciamento da Microsoft foi realizado.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.