Voxel

XMA – 2nd Round: conheça os melhores jogos indie do evento [vídeo]

Último Vídeo

Acha que o maior evento de eSports da América Latina é composto apenas por games complexos criados por estúdios poderosos? Pois saiba que você não poderia estar mais enganado. Uma das principais atrações do XMA – 2nd Round é a Área Indie, que, como como o nome sugere, é um espaço voltado para a exibição de jogos brasileiros feitos por desenvolvedoras independentes.

Ao longo dos quatro dias de evento, os visitantes podem se divertir em quase 20 estandes diferentes espalhados em uma região de 300 m². A ideia de ter uma área reservada para pequenos estúdios mostrarem o seu trabalho partiu da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Games (ACIGAMES), uma instituição que visa fomentar o mercado brasileiro de jogos eletrônicos através de uma série de programas de incentivo e iniciativas políticas.

De acordo com Moacyr Alves, presidente da ACIGAMES, a equipe de organização do X5 Mega Arena foi bastante recepctiva à ideia. O executivo afirma que o sucesso da Área Indie foi tão grande que ele já planeja fazer ações parecidas em outros eventos no ramo de games, promovendo talentos nacionais e impulsionando o crescimento de pequenas produtoras.

Games para todos os gostos

A biblioteca de jogos expostos na Área Indie do XMA – 2nd Round é bastante variada. Alguns estúdios marcaram presença para divulgar títulos já disponíveis no mercado, como é o caso da Duaik e seu belíssimo Aritana e a Pena da Harpia. O jogo foi o vencedor da categoria Escolha da Audiência no Brazil’s Games Festival 2014 (BIG), prêmio oferecido no mês de maio.

Outra empresa que participou da brincadeira com alguns títulos já disponíveis foi a Loud Noise! Games, que levou Headblaster (obra na qual você precisa controlar um personagem enfurecido coletando todas as pílulas de analgésico que encontrar) e Reject False Idols (um side-scroller com gráficos minimalistas e um nível de dificuldade propositalmente absurdo). Ambos já podem ser encontrados no site oficial da própria produtora.

O Reload Game Studio, por sua vez, estava exibindo três produções distintas. Entre elas, destaca-se a demonstração do Get Over Here, que aposta na jogatina multiplayer com dois ou três competidores simultâneos. Cada um escolhe um personagem (cuja única particularidade é, de fato, a sua aparência) e utiliza uma corrente para aprisionar momentaneamente seus oponentes e finalizá-los com um golpe final – tudo no melhor estilo Scorpion.

Nossa equipe também deu uma confira em Ninjin: Clash of Carrots, da Pocket Trap, versão remasterizada do game original (lançado originalmente para dispositivos com iOS). Nele, você encarna um corajoso coelho-ninja e deve enfrentar hordas de inimigos em um sistema de progressão lateral. Não conseguimos testar tais sistemas, mas o game contará com um esquema de força de armas e também um bestiário, além de um modo de jogo especial com visão aérea.

Por fim, outra obra bastante curiosa que experimentamos no XMA foi Popeman, da Cat Nigiri. Ele te coloca na pele de ninguém menos do que o Papa, que deve utilizar seu turíbulo (espécie de incensário) para eliminar os demônios que insistem em adentrar na sua igreja. O jogo será lançado em breve para iPad.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.