Voxel

Yoshida explica a disparidade de conteúdos entre a PS Store de cada país

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/Eurogamer
Shuhei Yoshida, o chefão-mór da Sony mundial, explicou um pouquinho sobre as razões de a PlayStation Store usar um sistema de várias regiões, em vez de unificar todas as lojas em uma única grande entidade — como a Xbox LIVE.  Essa característica de formação da Sony faz com que haja um mar de disparidade entre os conteúdos oferecidos em cada uma das principais redes, com a dos EUA, da Europa e a do Japão.

De acordo com o site Eurogamer, Yoshida disse que existem pontos positivos e negativos em se utilizar um sistema regionalizado de lojas. Ele próprio admite que, além da conta japonesa da PSN, ele utiliza outras duas contas simultâneas, sendo uma americana e outra europeia. O chefão da Sony disse que “administrar múltiplos países pequenos, com uma infinidade de idiomas diferentes é muito menos eficiente do que trabalhar com apenas um grande país”.

No entanto, Yoshida atenta para o fato de que os gamers devem ser cuidadosos com o que eles desejam. Se todas as regiões fossem unificadas, certamente o maior de todos os países seria o que ditaria as configurações principais da maioria da rede. “Se houver representatividade considerável de cada uma das regiões em um sistema dividido, é muito mais fácil trabalhar as necessidades específicas de cada mercado”, esclarece o chefe da Sony.

Em tempo, vale salientar que a maioria das diferenças fica principalmente por conta das diferenças nas datas de lançamento de vários títulos. Counter-Strike: Global Offensive e The Walking Dead: Episode 4 são dois exemplos que chegaram uma semana antes no mercado americano do que no europeu. O que você acha?

Fonte: Eurogamer

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.